26 de novembro de 2013

O cobrador - Rubem Fonseca


Nunca tinha lido nada do Rubem Fonseca. Para ser sincera, nem o conhecia. Mas aí, no trabalho final da disciplina Tópicos em Teorias do Texto, um dos contos a ser utilizado como ponto de partida na elaboração de um texto argumentativo era Onze de Maio, particularmente um dos melhores do livro.

Terminado o trabalho, decidi ler a obra toda, e que surpresa boa! Uma abordagem ácida de temas polêmicos que me prendeu numa leitura quase ininterrupta.

"Existem pessoas que não se entregam à paixão, sua apatia as leva a escolher uma vida de rotina, onde vegetam como “abacaxis numa estufa d’ananases”, como dizia meu pai. Quanto a mim, o que me mantém vivo é o risco iminente da paixão e seus coadjuvantes, amor, ódio, gozo, misericórdia."

"Depois deitei no sofá e fiquei pensando. Quando era menino eu gostava de fingir que ia dormir para poder ficar pensando sem ninguém me interromper. Os adultos ficam preocupados quando vêem uma criança quieta pensando. Eu passava, e passo, a noite, ou grande parte dela, acordado, pensando."

25 de novembro de 2013

On the Road - Jack Kerouac

Não escapei, como muita gente que conheço, do fascínio que essa obra causa. Comecei pelo filme, confesso que sem tantas expectativas, e só depois li o livro. 

Ficava boquiaberta conforme ia lendo. No metrô, de pé, andando, qualquer canto era lugar para abrir e devorá-lo. Cresceu vertiginosamente a minha ânsia por viajar.


A minha trilha sonora de leitura foi principalmente Morphine e Nina Simone.

As citações falarão por mim...

"Fiquei ligadíssimo nas cartas por causa do jeito ingênuo e singelo com que elas pediam a Chad para lhe ensinar tudo sobre Nietzsche e todas aquelas maravilhas intelectuais que Chad conhecia." 

24 de novembro de 2013

As portas da percepção & Céu e inferno - Aldous Huxley

"Este volume reúne dois dos ensaios mais importantes de Aldous Huxley sobre efeitos da ingestão de drogas alucinógenas e as implicações mentais e éticas dessa experiência. A obra inclui ainda uma série de pequenos textos sobre outros modificadores da percepção humana, revelando a profunda dicotomia do autor que, ao buscar iluminações místicas inalcançáveis pelo pensamento racional, não esconde seu inconformismo com as limitações do corpo humano.



22 de novembro de 2013

Hair

Filme para chorar por dentro...



Let the sunshine
Let the sunshine in...